sábado, 5 de maio de 2018

5 Maneiras De Lidar Com O Stress

Olá pessoas!
Independentemente da fase da nossa vida ou do nosso estilo de vida, o stress é basicamente impossível de evitar. Vamos sempre deparar-nos com situações que nos causam um certo stress e a nossa única opção é aprender a lidar com ele e garanto-vos que apenas ignorá-lo não vai resolver nada. Por isso, pensei que fosse uma boa ideia partilhar convosco algumas maneiras de como lidar com o stress e, esperançosamente, vão poder encontrar neste post algo que vos ajude a combater este monstro de sete cabeças!

1- Penso que o primeiro passo seja admitir que se encontram numa situação de stress em vez de o ignorar e "deixar andar". Depois, basta encontrar a causa deste stress e muitas vezes isto é algo que tem que ser feito individualmente. Passar tempo em solidão, sem telemóvel ou qualquer outra distração e apenas pensar no que realmente se passa na nossa vida e em formas de resolver os problemas. Por vezes estes problemas são demasiado complicados para os podermos sequer resolver, por vezes não nos cabe a nós resolvê-los sequer. Outros, quando pensamos bem, não são razão para tanto stress e são facilmente resolvidos. Mas para isto, é realmente necessário passar tempo sozinha, é um exercício individual e não vai depender de mais ninguém.

2- Por vezes tudo o que é preciso é parar por 5 minutos e respirar fundo. Quando se vêem numa situação apertada, levantem-se, respirem fundo e limpem a mente e acreditem que vai correr tudo bem, tudo o que é preciso é não perder o vosso foco, algo que facilmente acontece quando o stress nos ataca e começamos a pensar demasiado nas situações e em tudo o que pode correr mal.

3- Evitem ao máximo a "comida do conforto". Por vezes sentimo-nos completamente a desistir, estamos mais temperamentais e debilitados e automaticamente recorremos à "comida do conforto", todas aquelas coisas que nos fazem mal, mas como estamos de ânimos baixos, não nos importamos. Na altura sabe pela vida, mas depois lidar com o sentimento de culpa por termos comido tanta porcaria é ainda pior. Por isso, tentem mesmo evitar o quanto puderem.

4- Eu aconselho imenso a que não suprimam as vossas emoções. Nem sempre agir como se estivesse tudo bem e apenas ignorar todos os problemas funciona. Somos humanos, é normal querermos revoltar-nos ou sentirmo-nos em baixo e não devíamos simplesmente ignorar as nossas necessidades nestes momentos. Se precisam de chorar, chorem. Se precisam de gritar, gritem. Se precisam de dar uns murros a umas almofadas, façam-no. Não deixem as vossas emoções acumularem-se dentro de vocês, pois todos temos um limite e muitas vezes as coisas podem ficar mais complicadas quando esse limite é atingido. Para além que muitas vezes este acumular de emoções não nos vai afetar apenas a nós, como também as pessoas que gostamos e que estão à nossa volta.

5- Relacionado com o último ponto e contrariando o primeiro, tentem conversar com alguém. Partilharmos as nossas frustrações com alguém que nos perceba pode muitas vezes ser a solução e faz-nos sentir bastante melhor. Isto não é definitivamente a coisa mais fácil do mundo, eu própria sou culpada de ter dificuldades em conversar com as pessoas, mas é algo que eu devia esforçar-me mais em melhorar. Sinto que estou a dar mais preocupações às pessoas que eu sei que já têm imenso com que se preocupar e acabo por não dizer nada, mas a verdade é que os nossos amigos estão aqui para isso mesmo e devemos tomar partido disso. Para além que conversar sobre o assunto ajuda imenso e podemos ouvir a perspetiva de outra pessoa e acaba por ser uma experiência bastante benéfica para nós em todos os sentidos.

Estes são os concelhos que eu queria partilhar convosco neste post, espero que vos tenham sido úteis e que vos incentivem a lidar melhor com o vosso próprio stress! É completamente imprescindível à nossa saúde mental que tenhamos a capacidade e algumas formas de combater o stress diário e espero mesmo que tenham encontrado neste post algo que vos ajude.
Até à próxima!

Sem comentários:

Enviar um comentário